Diva mas sem Frescura

6 coisas que podem aliviar a ansiedade

 

Eu era uma pessoa tão ansiosa, mas tão ansiosa, que só de pensar em escrever esse post eu já estaria nervosa! Eu era ansiosa no nível de perder sono, mãos suadas, gastrite, problemas emocionais e até vomitar de ansiedade eu vomitava. Era horrível, porque qualquer coisa se tornava um sufoco. Qualquer possibilidade futura se tornava um problemão no presente. O pior de tudo é que a maioria dessas “possibilidades futuras” simplesmente não aconteciam. Eu fazia uma novela mexicana na minha cabeça e sofria (mesmo) por algo que só existia ou na minha imaginação ou num futuro tão distante que o cenário todo seria completamente diferente. Hoje em dia eu continuo me considerando uma pessoa ansiosa (quem não é nesse planeta doidão, né?), mas aquela Olga que quase tinha um filho por qualquer coisa definitivamente sumiu. Meu nível de ansiedade atual pode ser considerado dentro de padrões aceitáveis e quando eu percebo que tô beirando a piração, eu paro, respiro, me dou uns tapas na cara e tento voltar pro centro. Esse caminho não é fácil e nem é de um dia pro outro. Eu devo ter levado uns 3 anos trabalhando de forma natural e orgânica para melhorar meu quadro de ansiedade. Mas mesmo assim, resolvi compartilhar 5 coisinhas simples que me ajudaram MUITO nesse processo. Quem sabe também não ajuda alguém, né? Tudo vai parecer meio tosco e óbvio, mas é assim mesmo.

 

1) NÃO CRIE SITUAÇÕES QUE AINDA NÃO ACONTECERAM

Eu sei que pra um ansioso isso soa até ridículo, mas é verdade. Toda vez que você se pegar pensando em como resolver um problema que ainda não apareceu, em como se virar numa situação que ainda não aconteceu, etc. para, fale pra você mesmo que isso não faz o menor sentido porque você não chegou lá ainda e não tem como saber se vai ser assim como você imagina.

 

2) NÃO SOFRA POR ANTECIPAÇÃO 

 

Quantas vezes o ansioso sofre por antecipação? Sempre! Seja alguma coisa que vai acontecer daqui a 1 dia ou daqui a 80 anos. Como eu disse lá em cima, eu ainda me considero ansiosa. Se eu tenho algo mais sério pra fazer (trabalho, reunião, etc) fico ansiosa, mas mesmo assim não me permito que isso me domine. Nosso cérebro é tão poderoso! Se soubermos controlar um pouquinho nosso pensamento, já estamos em vantagem. Basta você lembrar: quantas vezes que você sofreu por antecipação, chegou lá no motivo do sofrimento e foi totalmente diferente? Seja porque não aconteceu, seja porque não foi tão ruim quanto imaginou, seja porque você conseguiu passar por aquilo? Quem somos hoje é diferente do que seremos amanhã. Seu eu de hoje vai encarar determinadas situações de outra forma. Quem sofre é seu eu de hoje. Não vale a pena.

 

3) MEDITAÇÃO E EXERCÍCIOS DE RESPIRAÇÃO 

 

Acho que o que mais me ajudou a encarar a ansiedade foi meditação e exercícios diários de respiração. Junto com essas práticas, a gente lê um monte de coisas, vê um monte de vídeos, fala com um monte de pessoas e vai trocando e aprendendo sobre uma vida mais leve, sobre o poder das palavras sobre a mente, sobre a importância de estarmos em harmonia espiritual. Definitivamente, esse ponto foi importantíssimo pra mim, pois me fez enxergar que me tratar mal, me cobrar, me adoecer com pensamentos frágeis e inexistentes é um mal que faço a mim mesma e a quem está em minha volta.

 

4) ALIMENTAÇÃO EQUILIBRADA E EXERCÍCIO FÍSICO

 

 

Assim como a meditação e respiração são importantes pra cuidar da mente, comer melhor é essencial também. O que colocamos pra dentro de nós é muito importante, pois é o que nos alimenta, coloca o corpo e mente pra funcionar, equilibra taxas. Muitas vezes, problemas como a ansiedade podem ser causados por fatores biológicos, como a falta de enzimas, aminoácidos, hormônios. TUDO tem na comida. Eu prefiro tentar a cura naturalmente antes de usar qualquer remédio mais brabo para questões assim. Eu sei que é muito difícil conseguir ingerir tudo o que precisamos. Eu mesma uso complementos vitamínicos no dia a dia. Mas procurar um/a médico/a pra dar uma olhada nas suas taxas metabólicas e um/a nutricionista pra pensar numa dieta bacana pode ajudar muito. Dieta não no sentido de emagrecimento e sim no sentido de ser o que você está ingerindo. Cortar açúcar e gordura em excesso, evitar ultraprocessados, enlatados, e por ai vai. A ingestão de alimentos do tipo fazem muito mal, desequilibram nosso organismo e prejudica nosso bem-estar como um todo. Para quem sofre de ansiedade, comer mal piora demais! “Nossa mas quando tô ansiosa, preciso de um chocolate”. Sim, porque açúcar é vício. É um processo químico de dependência. Cortar isso não é fácil, mas devemos tentar. Exercício físico eu nem preciso falar muito: fazer alguma atividade é essencial para ajudar no combate a ansiedade e no bom funcionamento do organismo como um todo.

 

5) SABER – DE VERDADE – QUE A GENTE NÃO CONTROLA NADA 

 

Quando a gente se dá conta real oficial disso a vida muda. Eu sou uma pessoa super pé no chão, penso mil vezes antes de fazer qualquer coisa, tento controlar tudo. Mas hoje em dia, faço isso de uma maneira mais leve. Porque eu cansei de me matar de planejar e na hora H, PÁ! Tudo mudar. Aí são dois sofrimentos: antes e quando acontece. Quer saber? Vamos sofrer uma vez só? Ou nem sofrer? Atualmente, continuo planejando mas sempre tendo em mente que eu não controlo nada. Mais vale a gente se preparar para lidar com as mudanças do que focar num caminho único, sofrer por ele, e bater cabeça.

 

6) FAÇA LISTAS QUE VOCÊ É CAPAZ DE CUMPRIR 

 

Eu sou uma pessoa de listas. Faço lista pra tudo! Geralmente, ansiosos fazem isso. Seja no papel, no computador ou na cabeça. Antigamente, eu fazia umas listas diárias gigantes. No fim do dia, eu só tinha riscado metade das tarefas (que já era coisa pra caramba) e me odiava por não conseguir fazer tudo ou deixava minha ansiedade a mil pensando que acumulei função. O que melhora isso é fazer listas possíveis, com coisas que realmente são viáveis naquele período de tempo. Sempre que minha lista tá ficando gigante eu paro imediatamente e distribuo as tarefas em outros dias. É muito bom e ajuda bastante.

 

Esses foram alguns pontos rápidos que me ajudaram a combater a ansiedade e lidar melhor com ela. Cada um desses pontos levou uns 100 anos pra eu desenvolver bem hahahaha e tô desenvolvendo ainda! Então não se culpe se não conseguir de primeira, muito menos tente mudar tudo de uma vez. Não vai dar certo. Dê um tempo a você mesma, se conheça, se curta, abrace seus defeitos, inicie o processo de melhora com cuidado e tranquilidade. Lembrando que eu não sou médica! Existem casos de ansiedade severíssimos, que são clínicos, e merecem um acompanhamento profissional. Estou relatando minha experiência. Cada caso é um caso.

ESCRITO POR

Olga Bon

DEIXE UM COMENTÁRIO

0

O que é pensamento positivo?

Eu já tinha lido muitas coisas sobre pensamento positivo, meditação e mentalização, mas nunca tinha de fato colocado em prática o que esses livros e sites falavam. A gente sempre precisa de um empurrãozinho quando o assunto é força de vontade ou criar um hábito novo, né?

 

No meu caso, o empurrãozinho foi minha enorme necessidade de me acalmar para fazer a tal prova do Detran que falei pra vocês. Por conta disso, acabei começando a meditar, e com isso (e, claro, com as longas conversas que tenho com a minha mãe), comecei a ter o hábito de mentalizar as coisas que eu quero e ter pensamentos positivos.

 

 

pensepositivo

 

 

 

Mas o que percebo às vezes é que algumas pessoas têm uma visão reduzida do que de fato é ter pensamento positivo.

 

Antes, assim como a maior parte das pessoas que conheço, eu achava que pensamento positivo era acreditar que alguma coisa ai dar certo, que ia conquistar uma coisa que eu queria, que ia conseguir terminar meus trabalhos a tempo, que ia me sair bem em uma prova, etc. Mas o pensamento positivo está longe de ser apenas isso. Sabe porquê?

 

Porque quando a gente acha que só isso é pensar positivo, a gente acaba lembrando de pensar positivo só quando alguma coisa já está começando a feder, reparou? Se a prova é difícil, se a gente tá numa situação complicada, se tem muito trabalho, se isso, se aquilo.

 

I-can

 

 

Então o que seria pensar positivo para você Jenny, querida?

 

Há algumas semanas atrás, minha mãe começou a falar comigo sobre uma coisa chamada lei da atração. Já ouviram falar? Essa lei acabou ficando conhecida por causa da fama que fez aquele livro chamado “O Segredo”, onde explicam e comentam o que seria a lei da atração. Vou resumir pra vocês, é muito simples: essa lei diz basicamente que

 

SEMELHANTE ATRAI SEMELHANTE

 

Ou seja, segundo essa lei, a gente atrai pra gente exatamente aquilo que pensamos, que falamos, que acreditamos. Quando a gente deseja o mal de alguém que a gente não gosta, a gente está só atraindo esse mal para nós mesmos. Quando a gente julga, estamos atraindo julgamentos. Quando a gente pensa insistentemente em alguma coisa ruim, ela acaba aparecendo no nosso caminho. Quando a gente ama, estamos atraindo amor. Isso é, bem resumidamente, o que a lei da atração diz.

 

Então, eu pergunto: adianta passar a semana inteira pensando “que vida de merda”, “to sempre sem dinheiro”, “odeio esse emprego”, “to me sentindo mal” para então, quando parecer que vai dar merda, a gente tentar ter “pensamento positivo”?

 

todo-pensamento-positivo1

 

O que quero dizer é o seguinte: o pensamento positivo não é um pensamento passageiro que só aparece quando a merda se aproxima. Pensamento positivo é um hábito. Um hábito necessário para TODOS os dias.

 

Pensar positivo é pensar no que gostaria que acontecesse em determinada situação com muita fé na possibilidade. É sair da cama de manhã se sentindo bem e grato àquilo que tem e que não tem motivo real para estar de mau humor. É você evitar todo tipo de conflito desnecessário. É você focar nas coisas boas. É você não julgar as pessoas. É sentir amor ao próximo.

 

Pessoa-calma

 

 

Desde que aprendi que o pensamento positivo é um hábito e comecei a acreditar de verdade na lei da atração, as coisas mudaram muito. Mas… como conseguir ter esse hábito? 

 

Duas coisas:

 

UMA

 

Como vocês sabem, comecei a praticar a meditação. Como ainda não tenho o cérebro “treinado” (ele ainda me sabota), uso uma “técnica” (digamos assim) chamada mentalização.

 

O que eu acho que está faltando em mim para ser uma pessoa melhor e mais feliz? Calma, por exemplo, é algo que preciso ter. Então, enquanto eu respiro em meditação, eu visualizo a palavra calma. Eu imagino uma onda de calma invadindo meu corpo. Eu me vejo respirando a calma. Eu mentalizo a frase “eu sou calma”. E assim, acabei me tornando uma pessoa realmente muito mais calma (pergunta ao meu namorado, a diferença é MUITO GRANDE).

 

mulher-meditando-800x415

 

Essa mentalização durante a meditação me ajudou muito a ter o hábito de pensar em coisas boas, porque estou mais calma, estou mais tranquila, me sinto mais alegre, mais amorosa e sinto uma gratidão muito grande por todas as coisas que tenho (essas são as palavras que costumo mentalizar: Calma, tranquilidade, alegria, gratidão e amor, muito amor!)

 

 

O que acontece é que isso transparece, então os conflitos diminuem, minha visão de problema passou a ser outra, meu dia funciona melhor, tudo pelo simples fato de me sentir bem.

 

Fica mais fácil ter pensamentos felizes durante o dia se a gente tem menos problema, certo?

 

 

DUAS

Uma frase que li nesse livro O Segredo diz “É impossível se sentir mal e ter pensamentos bons ao mesmo tempo”.

 

Uso então meus sentimentos para perceber meus pensamentos. Quando estou me sentindo mal, percebo que algo não está certo, que eu não deveria estar pensando em certa coisa ou que estou estressada ou qualquer coisa ruim está acontecendo.

 

tumblr_nuhe97zEH11ufbxkuo1_400

 

 

Percebendo isso, faço o possível para resolver o que quer que seja. Se briguei com o meu namorado, a gente conversa até tudo se ajeitar. Se estou pensando em algo que tem a possibilidade de dar errado, substituo esse pensamento por uma coisa boa – pensar em possibilidades que ainda nem chegaram perto de acontecer ou que simplesmente criamos na nossa cabeça, só cria angústias desnecessárias.

 

 

A gente tem uma habilidade impressionante para criar problemas que só existem na nossa cabeça, já repararam? Uma coisa é ser precavido, outra é enlouquecer pensando em um monte de problema que não existem.

 

 

Me lembro bem de inúmeras vezes em que eu criei um problema tão grande na minha cabeça que até me arrepiei e meu coração disparou, mas ai passou uma borboleta, me distrai e quando fui pensar de novo no tal problemão, tinha esquecido o que era e não conseguia lembrar. Era tão sério o problema que depois nem lembrava mais o que era…

 

 

Bom, quando a gente vai tentando trocar todos os sentimentos/pensamentos ruins, a gente vai vendo que fazer isso é mais complicado do que parece. Por isso, criei alguns mecanismos para voltar aos bons sentimentos. Tipo:

 

 

Se eu acordo com um humor duvidoso: ouço uma música bem animada do cantor que eu AMO!

 

 

 

 

 

Se não consigo fazer um movimento do pole: faço outro em que sou muito boa, tipo “body wave”, só pra dar uma animada antes de continuar tentando!

 

dancinha

 

 

 

 

Se fico chateada por motivo nenhum (isso acontece às vezes ne?): assisto coisas desse tipo aqui

 

 

Ou faço maratona Jout Jout

Ou vejo os vídeos lindos do canal Chellandmar

Ou vejo os canais franceses que eu adoro, como esse, esse aqui ou esse outro com bichos <3

 

Se alguém faz uma coisa que não gosto ou me vejo julgando um desconhecido.

 

ok

 

Repito para mim mesma: Hoje não vou julgar nada nem ninguém. Vou aceitar as pessoas como elas são e deixar que sejam e façam o que querem ser e fazer. (Acredite, isso funciona muito!)

 

Enfim, são pequenas coisas que eu gosto e que me ajudam a ver as coisas de forma mais calma ou a afastar um sentimento ruim sem motivo.

 

IMPORTANTE: Não confundam “mudar um pensamento ruim para um pensamento bom” com deixar de encarar o problema. O que você não pode é mastigar o problema, deixar o problema tomar conta da sua vida, não conseguir trabalhar por causa do problema, remoer com muita vontade o problema. Isso vai acabar te impedindo até mesmo de agir diante do tal problema. Então, CALMA.

 

download

 

 

Faça todo o possível para resolver o que precisa ser resolvido, tudo que pode ser feito para acabar com o tal problema. Enquanto isso, mentalize sua vida já sem aquele problema, com ele revolvido e você se sentindo feliz e livre dessa preocupação. Evite ver coisas ainda mais tristes.

Lembre-se que tudo que nos acontece tem um propósito e que realmente existem males na vida que vêm para o bem.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ESCRITO POR

Jenny Santos

DEIXE UM COMENTÁRIO

1

Como comecei a melhorar minha vida

Estou em uma fase muito interessante da minha vida nesse momento: pré-viagem, vários assuntos para fechar antes de partir, um monte de documentos importantes flutuando na minha cabeça, a prova do DETRAN, o possível fim da greve na faculdade, o atraso no meu pagamento, o euro à 4 reais, um novo investimento de tempo, um mês sem fazer pole, ideias, ideias e ainda mais ideias.

 

Resultado: comecei a ficar maluca.

 

Acreditem se quiser: o pior de tudo isso, foi ficar sem fazer pole. Pior ainda nas duas semanas que passei sem nem poder andar… (depois eu conto essa história com mais calma). O pole é meu escape, onde eu consigo não pensar em absolutamente NADA além da minha coreografia, dos movimentos novos, das inversões complicadas e da cara de “você consegue” com “para de enrolar” que a Tais faz pra mim, com muito amor! (Tais é minha profa). Sem isso, a chance de eu ficar maluca triplica.

 

No meio dessa maluquice toda, estive conversando com minha mãezinha e, como eu já falei aqui pra vocês, ela é instrutora de yoga. Ele disse pra mim uma coisa que me ajudou TANTO que vim aqui compartilhar com vocês:

 

INVESTE NA MEDITAÇÃO!

 

 

woman-481769_1280

 

 

 

Com certeza vocês já ouviram falar em meditação. Podem achar coisa boba, ou chata ou sei lá mais o que vocês podem achar. Eu posso dizer que sempre fui preguiçosa pra esse tipo de coisa (um negócio que não faz a gente nem se mexer, eu tinha preguiça, vê se pode). Mas eu estava definitivamente precisada.

Gente, mudou a minha vida.

 

COMO QUE EU FAÇO

 

Eu costumo fazer no meu quarto, antes de dormir e todas as vezes que eu preciso, principalmente para me acalmar.

 

Sento na cama com perna cruzada, numa posição ereta, mas confortável e me concentro na minha respiração. Para ajudar, faço uma contagem regressiva visualizando os números: começo em 15 ou em 20, me concentrando sempre no movimento da minha barriga quando o ar entra e sai (Inspiração + expiração = 1 número na contagem, tendeu?)

 

woman-506120_1280Para depois da contagem, minha mãe disse: se concentra na sua respiração. Se quiser, mentalize uma palavra, uma frase, algo assim. E quando vier um pensamento (uma conta pra pagar, uma ligação pra fazer, um arrependimento, uma coisa que aconteceu) deixa ele passar (como se fosse um vídeo do youtube que você não quer ver e ignora o quadradinho com o play) e volte sua concentração para sua respiração.

 

Sabe o que acontece? Seu cérebro te sacaneia! Ele fica pensando em um monte de coisa, ai você volta a se concentrar em você e acaba percebendo que seu cérebro está pensando em porque ele não consegue parar de pensar. É pura sabotagem dele, mas sério, é NORMAL. A meditação é uma coisa gradual: quanto mais você vai fazendo, melhor vai ficando com a coisa.

 

Hoje eu posso dizer pra vocês com todas as letras: se essa semana eu passei na prova prática do DETRAN, foi porque mentalizei muitas e muitas vezes as palavras CALMA, FOCO e CONCENTRAÇÃO, além de respirar pelo nariz em todas as horas que precisava me acalmar.

 

woman-591576_1280

 

 

Antes de ir dormir, já deitada, me mentalizava saindo do carro no fim do percurso comemorando, me imaginava estando feliz com menos um problema pra resolver antes de viajar… Eu acreditava no que pensava e mentalizava essas três palavras todos os dias, lutando contra meu cérebro (que queria pensar “será que vai ter o BBB 2016? Pq meio que já deu ne…” ¬¬)

 

E as coisas estão só melhorando…

 

Se você achar que vai ter muita dificuldade, você pode procurar áudios de meditação no youtube ou se juntar à um grupo de meditação na sua cidade.

 

Gostou desse post? Lê essa coisa maravilhosa que a Olga escreveu na segunda >>> Viva com ousadia! Vai te ajudar muitãão também, se sua fase está “interessante” como a minha!

 

 

 

ESCRITO POR

Jenny Santos

DEIXE UM COMENTÁRIO

0