Diva mas sem Frescura

Mulheres empreendedoras: Cris Ramos – Doces Artes

Seguimos na missão de apresentar mulheres empreendedoras para vocês e a girl power de hoje é a Cris Ramos. Ela tem 31 anos, nasceu em Volta Redonda e atualmente mora em Matias Barbosa. Ela arrasa na produção de doces atendendo a festas, dá cursos de confeitaria gourmet e contou pra nós um pouquinho acerca de seu empreendimento que, literalmente, envolve colocar a mão na massa.


Blog – O que te estimulou a criar esse empreendimento?

 

Em 2012 me vi grávida, logo após a descoberta também abandonada pelo pai do meu filho e com isso uma severa depressão com síndrome do pânico, tinha um enorme desejo de comer torta prestígio, mas nenhum ânimo de sair de casa. Então, comecei a fazer minhas próprias tortas que meu pai levava os ingredientes para que eu fizesse. Ali descobri minha paixão pela cozinha e principalmente pelos doces. Mas eu já trabalhava no RH tinha muitos anos e tentei voltar após o grande afastamento devido a depressão, mas não rolou. Cheguei a trabalhar em outra área, sem sucesso, até que me surgiu a oportunidade de começar a vender doces de porta em porta e com o auxílio dá minha mãe assim fiz. Sem o menor arrependimento. Foi a melhor troca dá minha vida. Começou simples e foi tomando forma, nesse caminho tive várias pessoas que me ajudaram a construir todo esse sonho, sou grata a cada uma. Hoje tenho a Doces Artes confeitaria Artesanal que atende com produtos personalizados para festas. Assim como a Cris Ramos Cake design, onde sou professora de confeitaria gourmet.

Blog –  Como é feito o empreendimento:
 

Minha cozinha é na minha casa, trabalho de forma bem artesanal, cada doce feito um a um, personalizado de forma manual. Meu equipamento é caseiro. Atendo 99% pela internet, cobrindo várias cidades como Juiz de Fora, Santos Dumont, Mar de Espanha e já atendi até ao Rio de Janeiro.

 
Blog – Tem alguma mensagem para mulheres que pretendem começar a empreender?”
 

Acredito que o ponto principal é descobrir o que ama fazer. Depois persistência, o sucesso depende de paciência. Estou a três anos lutando, no começo minha família dizia “Vamos procurar um emprego”, porque realmente não era fácil, tive fase de grande dificuldade financeira, mas o sucesso não significa dinheiro, ele é consequência de trabalho árduo, o sucesso vai muito além, o resultado de um projeto complexo com êxito pra mim vale muito mais do que uma conta recheada. Não que eu não goste ou queira dinheiro, mas ele vem, de qualquer jeito vem, mas a qualidade do seu produto só com extrema dedicação. Por fim força, porque o mercado ainda tem preconceito com mulheres bem sucedidas, ainda existem cobranças absurdas quando a mulher opta mais pela profissão do que pelo casamento ou filhos mesmo. Mas acredite você é um indivíduo individual, seus sonhos e projetos pessoais têm todo o valor.

Essa é a Cris!
 
Para conhecer um pouquinho mais de seu trabalho, seguem suas redes sociais:
 
Página Doces Artes
 
Página Cris Ramos

ESCRITO POR

Convidada especial

DEIXE UM COMENTÁRIO

1

Mulheres empreendedoras: Gabi Gonçalves – Maria Buzina

No dia do trabalho rolou por aqui um post indicando o trabalho de algumas mulheres e concluímos que seria válido divulgar mais trabalhos de mulheres que empreendem, afinal, apesar de termos evoluído bastante no que se refere a questões de gênero, ainda hoje as mulheres enfrentam mais dificuldades que os homens no mundo do trabalho, tanto por preconceito quanto pela dificuldade de conciliar o negócio com as outras responsabilidades que ainda hoje recaem somente sobre as mulheres (filhos e casa). Sendo assim, resolvemos apresentar a vocês trabalhos de mulheres que colocaram a mão na massa e desempenham trabalhos que consideramos bacanas:
 

Maria Buzina – Bolsas e acessórios conceituais em lona de caminhão usada

Tudo começou quando Gabi Gonçalves, que era estudante de artes em Juiz de Fora, descobriu que poderia utilizar lona de caminhão para confeccionar suas peças. Ela sempre enxergou a arte como autoconhecimento e já fazia artesanato para descolar uma grana extra. Quando conheceu a lona de caminhão usada logo gostou da possibilidade de criar acessórios a partir do material recém descoberto, que além de possuir a vantagem de ser reciclável, alimentava sua memória afetiva, já que seus avôs eram caminhoneiros. De acordo com o Pai de Gabi, “é uma continuação do trabalho dos seus avôs de uma maneira mais feliz, mais light”.

Por serem peças totalmente artesanais e personalizadas, cada peça é ÚNICA. Mesmo que se tente reproduzir algum trabalho anterior, não ficará idêntico, principalmente devido ao fato de a mistura das tintas serem feitas a mão. De acordo com Gabi, trabalhar com esse material seria um modo de transformar a visão pejorativa que a sociedade possui acerca de materiais que advém de caminhão/caminhoneiro. A ideia é apresentar arte e sutileza através desse material normalmente associado a algo rústico.

Para abrir a empresa, em 2006, ela contou com a ajuda do SEBRAE. Sua primeira grande exposição foi no Fashion Rio, que a levou a produzir 250 bolsas e seguir para terras cariocas.
 

Atualmente Gabi possui clientes espalhados por todo Brasil e também já vendeu para clientes de diversos países.

Os produtos Maria Buzina podem ser encomendados por e-mail: mariabuzina@gmail.com ou pela página no facebook.

ESCRITO POR

Convidada especial

DEIXE UM COMENTÁRIO

0

Não quero ser mãe, mas calma: a humanidade sobreviverá.

Basta externalizar o não desejo de engravidar para choverem questionamentos ou julgamentos. Para algumas pessoas, ser mãe é algo quase compulsório quando se nasce mulher e, sob essa ótica, aquela que não engravida é incompleta. Se além de incompleta essa mulher ousar reafirmar o quanto não deseja se reproduzir, ela praticamente atinge status de herege, vilã da Disney ou no mínimo de esquisita da galera. Eu AMO bebês, crianças, pré-adolescentes, adolescentes (esses um pouco menos), adultos e idosos. Acredito que toda fase da vida possui sua beleza e não compartilho de alguns posicionamentos “childfree” que vemos por aí. Dito isso, reafirmo que mesmo assim não quero filhos e cheguei a essa conclusão há uns bons 12 anos. Quando não mais me era imposto bonecas similares a bebês, as quais eu ninava e com as quais eu treinava os cuidados que supostamente exerceria no futuro.

 

Dito isso, vamos comentar as reações mais comuns quando descobrem que alguém não sonha com um “serumaninho” pra chamar de seu:
 
“Se todo mundo pensar como você a humanidade acaba”
 

Olha, pra ser bem sincera eu não me preocupo muito com o futuro da humanidade. Não acho que somos grande coisa, se acabar, acabou. Não contem com meu útero. E por favor, né!!? O que não falta é gente se reproduzindo e dando seguimento a humanidade, a pessoa que fala isso só quer perturbar, mesmo.

 
“Quem vai cuidar de você na sua velhice?”
 

Sinto até certa ternura pela inocência de quem carrega essa ilusão. O que mais vemos são filhos que jogam seus pais em asilos ou os negligencia quando estes mais necessitam de amor e cuidados. Ter visto casos assim de perto me deu a certeza de que ser mãe não é sinônimo de amparo na velhice. Além do mais, mesmo que fosse uma garantia, seria um tanto egoísta e sem noção ter um filho SOMENTE para cuidar de mim quando os  sinais do tempo se manifestarem.

 
“Você vai mudar de ideia com certeza”
 

Pode até ser que eu mude, mesmo. Mas você faz esse tipo de comentário quando alguém diz que sonha em ser mãe? Não, não faz. Porque isso só com quem diz não querer engravidar? Se você considera ser Mãe algo intrínseco a natureza feminina está na hora de enxergar além do seu cercadinho e lembrar que nem todos possuem os mesmos anseios que você.

 
“Mas como assim? Ser mãe é a melhor coisa do mundo”
 

Realmente crianças são ótimas! Quem convive comigo sabe que eu amo e inclusive sou o tipo que faz vozinha irritante pra conversar com bebês e me jogo no chão pra brincar. Não querer ter filhos não tem nada a ver com odiar seres de pouca idade, tem a ver apenas com: Não querer ser mãe! No mais, o mundo é plural e “a melhor coisa do mundo” vai variar de acordo com o gosto do freguês. Pra mim, particularmente, é algo entre nutella e filmes do Buñuel.

 
“A vida da mulher só faz sentido quando somos mães”
 

Além de cafona acho essa frase até um pouco triste. Se você não encontra um sentido para sua vida sem ser mãe, garanto que engravidar não resolverá seus problemas existenciais. Na verdade, o ideal é que você esteja totalmente bem resolvida quando escolher engravidar, para conseguir educar e amparar esse novo ser em todos os sentidos. Desde emocionalmente até financeiramente.

– Há também os comentários que normalmente são feitos pelas costas:
 
“Não quer ter filho por que é uma mal amada que homem nenhum quer”
 

Bom, que há pessoas mal amadas pelo mundo não há duvidas. Mas isso não tem a ver com ser mãe ou não. Modéstia a parte, nunca me faltou pretensos reprodutores, só falta mesmo o principal: Vontade de ser responsável pela vida de outrem. Considero ser mãe uma carga existencial pesada demais em infinitos aspectos e prefiro investir a energia que investiria nisso em qualquer outra coisa. Sobre o “homem nenhum quer”: Considerando o número de gente em relacionamentos infelizes, abusivos e de fachada, ser o tipo “que homem nenhum quer” é até uma dádiva em certo sentido.

 
“Deve ser seca e fala que não quer pra disfarçar”
 

Esse comentário é muito cruel. Há mulheres que desejam ardentemente engravidar e não conseguem. Para elas, deve ser extremamente dolorido ouvir dos amigos e parentes “e o neném, sai esse ano?” ou “estão esperando o que para encomendar o herdeiro?”. Talvez, por isso, realmente existam mulheres que dizem não querer quando na verdade não podem. Para evitar a cobrança de gente chata e inconveniente.

 
“Coitado do marido”
 

Primeiro: Quem garante que o marido quer? Talvez eles estejam felicíssimos viajando horrores com o dinheiro que não é gasto em fraldas, roupinhas e brinquedos.
 
Segundo: Nós mulheres não somos meros instrumentos de reprodução e não temos obrigação de “dar um filho” ao homem. Se ele faz tanta questão, que termine o relacionamento e procure outra com os mesmos anseios. Ou adote. Ou sei lá. Não me interessa.

 

O importante é sermos fiéis a nós mesmas e nossas vontades. Se sonha em ser Mãe, tem mais é que se jogar. Se não quer, não engravide só porque alguém fez você acreditar que isso, obrigatoriamente, faz parte do ciclo de vida da mulher. Eu sempre vou defender o direito das mães e nunca vou compactuar com discursos que excluem e discriminam mulheres, como por exemplo o de um certo político que afirmou ser aceitável termos salários menores já que podemos engravidar. Paralelo a isso, também acho importante lutar pelo direito a escolha, para que a maternidade nunca seja uma imposição.

 

Talvez eu lembre desse post daqui uns 10 anos com um bebê no colo e pensando: “como assim eu não queria isso?”. Talvez daqui 20 anos, após minha idade fértil, eu mude de ideia sobre a maternidade e resolva adotar uma criança. Talvez, e o mais provável, eu passe toda minha vida reafirmando meu não-desejo enquanto ouço questionamentos desagradáveis e sou a Tia engraçada e descolada dos filhos das minhas amigas e das crianças da minha família.

 
Por Daniele Fabre
 

 
 

Apaixonada por cinema, literatura e pessoas.

Nessa ordem.

Instagram – Facebook

ESCRITO POR

Convidada especial

DEIXE UM COMENTÁRIO

1

TOP 3: BASES PREFERIDAS

Helloooooo, girls!!
O post de hoje é sobre o que amamos: Bases!

 

Euzinha, não saio de casa sem base, então, pensando nisso resolvi trazer 3 bases que possuem o efeito muito semelhante uma da outra.

Irei mostrar o produto e ao final de cada “top”, irei mostrar pra vocês como elas aderem na pele com a maquiagem finalizada.

Então, vamos lá conhecer essas três maravilhas mundiais!!

 

 

Eu sou super fã dos produtos da MaryKay e de todos os meus produtos da marca , sem dúvidas, a base é o meu produtinho preferido.

O que a marca promete?

” Proporciona redução visível na aparência de poros, linhas finas, rugas e imperfeições na pele.

– Controle de brilho e oleosidade o dia todo sem a aparência ou sensação de maquiagem pesada.
-Proporciona à pele um acabamento matte e duradouro.
-A cor permanece a mesma por varias horas.
-Ótima fixação e resistente ao suor.”

 

 

O que eu acho?

Para as mocinhas que assim como eu possuem linhas de expressões na testa, essa é a base ideal.
Ela suaviza essas linhas  deixando um efeito bem natural, sem efeito de make pesada, seca super rápido e o efeito matte (sequinho) é imediato.
Cobre muito bem as imperfeições e se eu for sair durante a noite, é ela que eu vou usar.
Quanto ao suor: é resistente sim, mas não o dia todo. Eu moro no RJ e calor aqui é o que não falta, então, se eu passar a base de manhã, irei ter que dar uma retocada durante a tarde. Mas, com pouco produto (pingos) eu consigo resolver esse problema.

Preço: Não é barata, mas compensa pelo seus benefícios e durabilidade.
Custa  R$64,00.

 

 

Essa base eu vi muitas blogueiras comentando e resolvi testar. Foi um tiro no escuro que deu muito certo!
Por ser muuito baratinha, pensei só nos defeitos, mas ela me surpreendeu bastante.
Ultimamente, tenho até usado ela no meu dia a dia e evitando a da MaryKay por ser bem mais cara.

 

 

O efeito dela é bem matte, tipo, muito seca mesmo. Parece que não tem hidratação de tão matte que ela é. Zero oleosidade!
Ela é muuuito cremosa e “durinha”, isso é bom porque evita o desperdício ao espremer a bisnaga. Essa maravilha tem uma cobertura média e arrisco em dizer que pode chegar a ter uma cobertura alta, dependendo da forma que você vai aplicar.

Para uma cobertura média: Aplique com um pincel Kabuki ou língua de gato. Eu prefiro o Kabuki porque uso menos produto e espalha mais.
Para uma cobertura alta: Aplique com uma esponja para base e/ou corretivo, a famosa esponja em formato de coxinha, conhecida também como Beauty blender.

 

Para que vocês não fiquem perdidas nos nomes, trouxe as imagens dos pincéis para facilitar a leitura:

 

Preço: ESSA É A MELHOR PARTE, O MÁXIMO QUE VOCÊ VAI PAGAR É DEEEEEEZ REAIS (R$10,00).
Comprei numa lojinha no Saara e paguei R$7,50.

 

 

 

Por último e nem por isso a menos querida, vou falar um pouquinho da amável base da Vult.
Mas, Marcelli… É tudo Matte? Sim, moça!
Eu só uso base com esse efeito mais seco devido a minha pele oleosa.
Uma coisinha que eu notei nela, é a que a pele fica com um efeito, digamos que: bronzeado.

 

 Essa base adere super rápido na pele, sem demorar. O seu defeito é que ela é líquida até demais, facilitando o desperdício do produto. Ela tem uma cobertura média, cobre todas as imperfeições , manchinhas e  tem um cheirinho que eu amo. Sua durabilidade varia entre 4  e 5 horas após a aplicação, devendo ser reaplicada durante o decorrer do dia.

Uma observação que eu preciso falar: essa base na pele negra.
De todas as resenhas que já li sobre bases, vídeos e tudo mais, essa base é a que mais fica bonita em pele negra.  Eu acho que fica mais uniforme, com brilho, mas ao mesmo tempo matte, efeito bronze,  zero oleosidade: Pele de boneca MESMO. Você, mulher negra, testa e me conta!

 

Preço: Esse é aquele produto da série BBB (Bom, bonito e barato).
Custa R$30,00 nos sites e eu paguei R$27,00 na farmácia.

 

As minhas três bases favoritas são essas. E, aí?
Qual é a sua predileta?

Conta pra gente aqui nos comentários do Blog! 🙂

 

Escrito por: Marcelli Martins.

Marcelli, 20 anos, estudante de Direto, flamenguista, apaixonada por maquiagem, moda, cabelo e fotografia. Um pouco geniosa, mas ao mesmo tempo um amorzinho. Sou muito família e protetora.
Se quiser saber mais sobre mim, é só me seguir no Instagram: @marcellims.

 

 

ESCRITO POR

Convidada especial

DEIXE UM COMENTÁRIO

0

O que eu faço antes da maquiagem?

Helloooooo, girls!!

Antes de qualquer maquiagem, tem que ter aquela preparação de pele.
Do tipo bem sequinha, que você consegue sentir um efeito hidratado, aveludado, maciez e frescor, tudo ao mesmo num só toque no rosto.

 


Eu sou o tipo de mulher que não sai de casa sem base, corretivo, pó, blush,batom, máscara de cílios,TUDO QUE FOR MAQUIAGEM EU TÔ PASSANDO (sem virar o patati patatá).
Mas, veja bem: tem que cuidar muito bem do rostinho, senão a maquiagem craquela (maquiagem craquelada é quando fica um aspecto borrado, grude) e fica !

Então, olha a dica de hoje e vem aprender com a gente!

 

 

1 – Limpeza.

Uma pele limpa quer dizer que você hidratou e protegeu o seu rostinho antes de receber a maquiagem.
Pensando nisso, eu resolvi trazer uns produtinhos:

 

 

No mundo dos cosméticos já existem diversos produtos 3 em 1, esse é da linha anti-idade.
Ou seja, quase tudo em 1 único produto sem perder a qualidade e o objetivo (limpar a pele) , sem dúvidas esse é o meu preferido.
Deixa a pele macia, aveludada e com o aspecto super limpo.

Uso 2 vezes ao  dia (quando acordo e me maquio e quando eu chego em casa e tiro a maquiagem).
Dura bastante tempo, tenho o meu há um pouco mais de 6 meses (ele rende MUITO) e você só vai usar um pinguinho, como se fosse uma gota.

Existem duas versões:  Pele Normal/Seca e Mista/Oleosa.
Ele custa: R$ 62,90.

 

 

Esse aqui não é 3 em 1, mas cumpre seu objetivo.
Super recomendo para quem tem a pele muito oleosa, além de ser um ótimo custo benefício.
Você encontra em qualquer  farmácia ou loja de cosméticos, por R$30,00 no máximo.

 

2- Tônico.

O uso do tônico é o passo mais importante e o mais ignorado também.
Ele ajuda a limpar e a compensar algumas características da pele, como o excesso de oleosidade. Ele é uma complementação do passo anterior, remove as impurezas que são mais difíceis de sair com outros produtos de limpeza do rosto e prepara a pele para receber o próximo passo.

 

Um dos meus favoritos por ser bom e barato.
Benefícios: não tem álcool, o cheiro não é forte, controla a oleosidade por horas (umas 5- 6 horas) e não resseca a minha pele.
O preço gira em torno de R$28,00.

 

Sabe aqueles cravos insuportáveis? Então, com esse produto você quase não vai ver esses pontinhos pretinhos no seu rosto. Esse é um tônico adstringente, age de uma forma mais profunda na pele e de quebra ainda seca as acnes, as famosas espinhas.
Poréééém, o cheiro é bem forte. Mas, suportável!
Seu valor gira em torno de R$ 29,00.

 

 

 

3- Hidratação.

 

Essa é a minha parte preferida, por 2 motivos:
1- Está acabando o passo a passo .
2- Minha pele está impecável e me sinto 10 anos mais jovem.

Brincadeiras à parte (mas, é verdade),  é MUITO bom quando você faz todos os passos e sente a pele maravilhosa. Essa sensação poderia entrar para o ranking das melhores coisas da vida (só uma dose de exagero pra não perder o costume).

 

Ahhh, esse é amor! ♥

Sério, esse é melhor hidratante que eu já usei, também é da linha anti-idade.
Pra começar, quando você aplica na pele dá pra sentir um frescor imediato. Você passa na pele, massageando em movimentos circulares e sente a sua pele como se tivesse molhando com água corrente, e PUFT, em segundos você já sente sua pela sequinha, como se fosse um efeito matte.

Detalhe: Ele promete reduzir as linhas de expressões. E sim, ele REDUZ!

Existem duas versões:  Pele Normal/Seca e Mista/Oleosa.
Ele custa: R$ 76,90.

 

 

Esse creme da latinha azul, é da época da minha avó. É o famoso “1001 utilidades“. Tem um cheiro que eu amo, uma textura mais cremosa e densa e sua durabilidade é vida longa.
Em relação ao preço depende muito do tamanho que você vai comprar, sendo o mais barato (29g), no valor de R$11,oo e o mais caro (97g), no valor de R$26,00.

 

   4- Proteção solar.

Agora que você já limpou, tonificou e hidratou a pele. Chegou a parte mais importante: proteção facial.
O post é sobre os cuidados ANTES da maquiagem, e eu super considero a proteção solar um passo super importante, então lá vai 2 produtos com efeito MATTE e super protetores:
Vou começar dizendo o motivo de usar somente filtro solar com efeito matte: eu uso maquiagem todo santo dia, durante todo o tempo que estiver fora de casa, ou seja, a maior parte do tempo.
Então, o que eu menos quero é pele craquelada por conta do protetor solar.Então, eu intercalo a minha proteção com esses dois produtinhos, sendo o meu preferido o da Vichy, por ser mais seco que o da Neutrogena.

 

Vichy é a definição de “sou seco mesmo”.
E sim, ele é. Tem um perfume super agradável (diferente de muitos protetores),  espalha fácil, seca rápido.
Ou seja, zero oleosidade.

Seu valor gira em torno de R$62,00.

 

 

 

É o filtro, de 0 a 10 de dou nota 7.
Gosto muito pelo fato de ter muitas vitaminas, ser hidratante, ser antioxidante, mas perde pontos comigo por não ter o efeito tão sequinho como eu gosto. Mas, numa análise geral: ele é bom sim.

A Neutrogena tem duas versões, Fator 30 FPS (R$38,00) e Fator 60 FPS (R$50,00).

 

 

 

Os cuidados essenciais pré-maquiagem são esses.
E, aí?  Quais são seus cuidados? Conta pra gente! 🙂

 

Por: Marcelli Martins.

 

Marcelli, 20 anos, estudante de Direto, flamenguista, apaixonada por maquiagem, moda, cabelo e fotografia. Um pouco geniosa, mas ao mesmo tempo um amorzinho. Sou muito família e protetora.
Se quiser saber mais sobre mim, é só me seguir no Instagram: @marcellims.

 

ESCRITO POR

Convidada especial

DEIXE UM COMENTÁRIO

4